• sexta-feira , 26 maio 2017 - Com a informação se combate o preconceito!

Raça, etnia, orientação sexual e identidades das mulheres catarinenses: são temas de debate hoje em Florianópolis

Debate SC

Acontece hoje no Museu Histórico de Santa Catarina, Palácio Cruz e Souza um debate sore “Raça, etnia, orientação sexual e identidades das mulheres catarinenses: onde termina o amor e começa a guerra”.  Será um bate-papo e um espaço de discussão sobre gênero e raça com trabalhadoras e trabalhadores. O evento é gratuito e aberto a todas e todos. As inscrições podem ser feitas no local.

“Santa Catarina tem quase 50 mil casos de violência contra a mulher. Do total de homicídios, 96% são passionais;
Só o Norte de SC tem 19 casos por dia de violência contra a mulher”.

Confira a programação:
Às 13h30 haverá apresentação de dança e teatro “Performance: Negra”, com a artista Giselle Marques.

Como intervir para que as mulheres catarinenses deixem de ser as mais violentadas da região Sul? Para debater conosco estarão as palestrantes Sheila Sabag, Presidenta do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim/SC) e Maria de Lourdes Mina, do Movimento Negro Unificado (MNU).

Falaremos sobre mulheres, raça e orientação sexual e identidades, no meio do trabalho e fora dele. Queremos com esse debate, levar às mulheres o quão Santa Catarina precisa investir em politicas públicas para mulheres, negras e LGBT, pois, além de ter a 14ª cidade do Brasil com maior número de feminicídio (Lages), e ser um dos estados com maior índice de violência doméstica e uma das capitais com o maior número de violência sexual.

Realização:
– Sindes
– Sindprevs/SC
– Sinergia
– Sintrafesc
– Sintrasem
– MNU
– ACONTECE Arte e Política LGBT

Relacionados