• sexta-feira , 26 maio 2017 - Com a informação se combate o preconceito!

Obama, o primeiro presidente na capa de uma revista LGBT

Out- Obama

O presidente Barack Obama se tornou o primeiro presidente em exercício do país a se tornar capa de uma revista para lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (LGBT). Ele foi fotografado e entrevistado pela publicação OUT, cuja edição foi divulgada no início desta semana (10).

O 44º Presidente dos EUA foi o responsável por consagrar o casamento entre pessoas do mesmo sexo nos 50 Estados, entre outras iniciativas legislativas marcantes e determinantes para a evolução dos Direitos LGBT naquele país.

De acordo com a revista, essa “é a primeira vez que um presidente em exercício foi fotografada para a capa de uma publicação LGBT, um momento histórico em si e uma prova de como o governo tem agido para avançar em uma questão particularmente volátil . “

Obama também foi o primeiro presidente dos EUA a apoiar publicamente o casamento gay e também responsável pela abolição da lei conhecida como “Don’t ask, don’t tell” (“Não pergunte, não conte”), em vigor desde 1993, que coagia os militares a não revelar sua orientação sexual sob a ameaça de ser expulsos do Exército.

Em junho deste ano, quando a Suprema Corte em uma decisão histórica reconheceu a legalidade do casamento gay em todo o país, Obama chamou a decisão de “um grande passo na marcha para a igualdade.”

Na entrevista com a revista OUT, Obama disse que não ficou surpreso com a decisão do Supremo, porque refletia “a mudança notável” sobre o casamento gay que ocorreu em os EUA nos últimos anos.

Ele também falou de suas filhas, agora adolescentes, e disse que parte de uma nova geração que rejeita a intolerância.

“Para Malia, Sasha e amigos, a discriminação de qualquer forma contra alguém não faz sentido. Eles não estão passando pela sua cabeça que os amigos que são gays ou pais de amigos que são casais do mesmo sexo devam ser tratados de outra maneira. Isso é poderoso “, disse Obama.

Confira a entrevista na íntegra (em inglês) aqui!

Com informações de EFE e Out.

Relacionados